Notícias

CASO DE SUCESSO - Keppe Motors Technology

Ventiladores inovadores e econômicos com motor trivolt  chegam ao mercado

Ventiladores inovadores e econômicos com motor trivolt chegam ao mercado

Por Vanessa Brito

Quem gosta de inovações tecnológicas, especialmente se forem daquelas que reduzem impactos ambientais e custos, vai gostar muito desta novidade. Após dez anos de desenvolvimento, chegou ao mercado brasileiro o primeiro eletrodoméstico que funciona com a revolucionária tecnologia do chamado motor Keppe.

Os ventiladores Universe Eco, nas versões de parede e pedestal 60 cm, já estão sendo comercializados pela empresa Keppe Motors Technology (www.keppemotor.com), custando R$ 450 e R$ 490, respectivamente. Eles também são uma solução perfeita para residências e edifícios comerciais alimentados por sistemas fotovoltaicos. São considerados os primeiros equipamentos trivolt do mercado – 110V, 220V e painel solar (neste caso é necessário instalar o adaptador Helium, fabricado pela Keppe Motors Technology).

Estes ventiladores revolucionários consomem menos energia, em até 90%, comparado com os ventiladores convencionais. A tecnologia Keppe é baseada na teoria da Nova Física da Metafísica Desinvertida, concebida por Norberto da Rocha Keppe, brasileiro de origem germânica, que é psicanalista,  filósofo,  cientista social, pedagogo, físico independente e escritor.

O desenvolvimento do equipamento foi realizado pelos engenheiros e cientistas brasileiros César Soós, Roberto Frascari e Alexandre Frascari, sob a orientação de Dr. Keppe. Eles constituíram a empresa Keppe Motors Technology, responsável pelo desenvolvimento do ventilador e de outros eletrodomésticos com a mesma tecnologia, que chegará ao mercado.  A fabricação dos equipamentos é feita uma empresa parceira.

Os ventiladores Universe Eco são especialmente indicados para os setores hoteleiro, bares e restaurantes, educacional, templos, igrejas e residências e projetos fotovoltaicos, que exigem elevada eficiência energética.

Dr.Keppe junto aos engenheiros cientistas que desenvolveram os ventiladores com uso de motor baseado em sua teoria, e Dra Claudia, sua assistente e sócia da Associação Keppe & Pacheco

 

Corrente ressonante

O motor Keppe é revolucionário pois funciona a partir do princípio da ressonância magnetoeletromecânica e, diferentemente das correntes convencionais alternada e contínua, utiliza a corrente ressonante (CR).

Como consequência de sua alta eficiência energética, este motor além de econômico, aquece menos que os demais, subindo apenas 5 graus acima da temperatura ambiente. Por este motivo, o motor da tecnologia Keppe é chamado de ‘motor frio’, e o ventilador Universe Eco se torna mais durável, garantindo uma brisa refrescante -  diferente dos demais, que podem chegar em 100°C.

Testes realizados em laboratórios nos Estados Unidos, China e Alemanha comprovaram a eficiência do motor Keppe, garantindo diversas vantagens deste ventilador. Em 2015, foi vencedor do Prêmio Gold Award como motor de mais alta eficiência energética e o Grand Prize como o Prêmio Máximo de Inovação Tecnológica na maior feira de eletro-eletrônica do mundo, a HKTDC Hong Kong Electronics Fair de  Hong Kong.

Outra premiação foi o Leap Award 2015-2016 em São Francisco, Califórnia (EUA). Ele também venceu o Prêmio da Revista Potência de Inovação Tecnológica 2017.

Teoria revolucionária

“Existem dois tipos de motores convencionais no mercado: os de corrente alternada e os de corrente contínua, ambos com inúmeras subclassificações. O motor Keppe abre uma terceira categoria: a da corrente ressonante (resonant current, em inglês)”, explica o engenheiro Cesar Soós.

A teoria keppeana, de cunho profundamente heterodoxo, tem sido confrontada pelos meios científicos e acadêmicos internacionais, os quais representam o poder instituído e a resistência histórica às grandes transformações, diz Soós.

“Keppe desinverteu a física: a energia não vem da matéria como postula a física materialista. É o contrário: a matéria é que vem da energia existente no espaço”, justifica.

Para o engenheiro, a teoria keppeana é capaz de revolucionar desde tratamentos na área da saúde até o uso da eletricidade e, consequentemente, a vida no planeta. “Trata-se de uma mudança de paradigma das mais significativas para a humanidade, atingindo os campos da medicina, filosofia e física, e até mesmo da espiritualidade”, ressalta.

 

Tesla

Este fato também foi constatado por Nikola Tesla, engenheiro elétrico e físico de origem sérvia, no início do século XX. O cientista brasileiro, Norberto da Rocha Keppe, questionou e somou conhecimento aos trabalhos de Tesla e de outros pensadores e cientistas reconhecidos mundialmente de diferentes épocas.

De acordo com Keppe, todo estado da matéria advém de uma energia não sensível existente no espaço, à qual ele chama de energia essencial - e Tesla a denominava energia escalar. A própria estrutura do espaço/tempo é secundária em relação à energia “essencial”. Esta descoberta significa que a humanidade pode acessar e usufruir a energia escalar para suas atividades de modo muito mais econômico, sustentável e revolucionário.

“Não existe uma dualidade ou equivalência entre eletricidade e magnetismo, como vê a teoria eletromagnética clássica, mas uma hierarquia na qual o magnetismo é preponderante e fornece a eletricidade como subproduto”, afirma Soós. Em sua obra mais recente, intitulada Magnetônica, Keppe explica que a eletricidade nada mais é do que o magnetismo do ambiente aprisionado nos fios. “Isto muda tudo”, enfatiza o engenheiro e um dos desenvolvedores do ventilador Universe Eco.

No que se refere aos motores, por exemplo, a matéria que constitui os ímãs permanentes na visão keppeana, não produzem magnetismo mas captam-no do ambiente e o retransmitem na forma de magnetismo sensível, exemplifica.

A contribuição de Keppe para o conhecimento científico é capaz de gerar uma verdadeira revolução, não apenas nos motores e equipamentos industriais, mas na saúde, na vida das pessoas e na preservação da natureza, prevê Soós.

Comercialização

Os primeiros ventiladores Universe Eco com a tecnologia Keppe Motor saíram da fábrica e chegaram ao mercado, nos últimos meses. Até o momento, 70 equipamentos foram vendidos para pessoas que conhecem a teoria keppeana ou são alunos da FATRI (Faculdade Trilógica), nos campus localizados em São Paulo (SP) e no sul de Minas Gerais, em Cambuquira (MG), onde são ministrados cursos sobre suas teses e postulados.

O primeiro lote de 600 unidades do ventilador foi fabricado no Brasil e o preço de lançamento é de R$ 450, para o de parede, e R$490 para o de pedestal (60 cm). Em apenas um ano, a economia de energia pagará a diferença de preço de um ventilador mais barato do mercado; com dois anos de uso, o equipamento se pagará completamente, devido ao baixíssimo consumo de energia para funcionar e, consequentemente, à queda da conta de energia.

A parceria para fabricação do equipamento no país foi homologada entre a Keppe Motors Technology e uma indústria no interior paulista e já conta com a programação de produção e vendas dos lotes seguintes. Interessados em adquirir o ventilador deverão entrar em contato com a empresa pelo portal www.keppemotor.com

Patente

O Instituto Keppe & Pacheco de Ciência e Tecnologia registrou a patente internacional do motor Keppe e já foi concedida no México, Estados Unidos, China, Rússia e Hong Kong. No Brasil, o pedido de patente ocorreu, em 2008, e ainda aguarda os trâmites burocráticos.  O ventilador Universe Eco é certificado pelo INMETRO, nível A em eficiência energética - o mais econômico da categoria constituída por mais de 500 modelos de ventiladores de motores de diversas indústrias, nacionais e estrangeiras.

Institucional

O Instituto Keppe & Pacheco de Ciência e Tecnologia foi fundado em 1970, depois da Sociedade de Psicanálise Integral, entidade também criada pelo psicanalista e cientista, com sede na capital paulista.

Em 1980, o conhecimento acumulado e aprofundado por Norberto Rocha Keppe, em parceria com a psicanalista Claudia Pacheco (sua assistente), em Psicanálise, Psicossomática e Psico-sócio-patologia, passou a ser chamado de Trilogia Analítica. Esta denominação reconhece o surgimento de um novo campo científico interdisciplinar, ensinado nos dois campus da Faculdade Trilógica (FATRI), localizados em São Paulo (SP) e no município de Cambuquira (MG).

Os cursos ministrados na FATRI são: pós-graduação em Gestão de Conflitos; graduação em Gestão Ambiental; pós-graduação Terapia em Sala de Aula; e pós-graduação em inglês. A Associação Keppe & Pacheco, sem fins lucrativos, é a instituição mantenedora de todas as entidades criadas por Dr. Keppe.

Trajetória

Norberto Rocha Keppe trabalhou como professor convidado na Pontifícia Universidade Católica (PUC/SP), e na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), entre outras instituições e faculdades.

Escreveu cerca de 40 livros, alguns deles traduzidos para mais de oito idiomas, além do português, sobre temas de distintas áreas do conhecimento. Durante 13 anos, trabalhou nos Estados Unidos e Europa, desenvolvendo parte de sua obra em Sociopatologia, Metafísica e a Nova Física (1996). Transcendeu alguns postulados de Newton e Einstein e seu livro, inicialmente, não foi bem aceito nos meios científicos e acadêmicos.

Conferencista internacional foi considerado pelo CNRS (Centro Nacional de Pesquisa Científica) da França como “sem dúvida o mais original autor heterodoxo entre os contemporâneos.”

Pode-se dizer que ele ‘desinverteu’ o conhecimento de física atribuído a Aristóteles e, ainda, conceitos propostos hoje pela Física Quântica. Também questionou a equação mais conhecida de Einstein: E=mc² (Energia é igual a massa multilicada pela velocidade da luz ao quadrado) no que se refere à energia derivar da massa em movimento externo e não da vibração interna da energia do vácuo em escalas de ressonância.

No campo da saúde, ele e a psicanalista Cláudia Pacheco criaram a Trilogia Analítica como resultado do desenvolvimento das teorias da psicologia profunda de Freud, Jung, Melanie Klein, Wilfred Bion, somadas aos postulados de grandes filósofos e teólogos como Sócrates, Platão, Santo Agostinho, às descobertas científicas de Michael Faraday e Nikola Tesla e à própria revelação de Cristo.

Keppe denominou o novo método de Trilogia pois abrange três dimensões: 1) humana, caracterizada pelo sentimento (amor), pensamento (razão) e ação (consciência),  social (Teologia, Filosofia e Ciência); 2) Divina composta por Deus ou a Trindade Divina – Pai ( Bondade), Filho (Verdade) e Espírito Santo (Beleza); e 3) Analítica, pois é uma ciência experimental que realiza trabalho científico analítico. A Trilogia Analítica integra ciência, filosofia e espiritualidade, criando um novo campo chamado psico-socio-patologia.

Keppe é também fundador e presidente da Sociedade de Psicanálise Integral ou Trilogia Analítica (1970), onde realiza atendimento clínico (tratamento de doenças psíquicas, sociais e orgânicas) e treina psicanalistas.  

Alguns livros de sua autoria: A Decadência do Povo Americano e dos Estados Unidos (1985); Trabalho e Capital (1990);  A Nova Física da Metafísica Desinvertida (1996); O Homem Universal (1999); a Origem das Enfermidades (2000); A Origem da Sanidade (2001); Sociopatologia (2002); Psicanálise Integral (2004); Bíblia Trilógica (2016); entre outros.

Ele grava programas semanais para a Rádio Mundial na capital paulista, que são distribuídos para 38 emissoras do país. Os temas abordados vão desde educação ambiental, saúde, economia, entre outros. Para ele, a destruição do mundo começa em cada ser humano.

Mais informações: www.keppepacheco.com

Centro Sebrae de Sustentabilidade: (65) 3648.1215

  • Sexta-feira, 29 de Junho de 2018
  • trivolt

Mais Lidas

  • Lavanderia de MT adota varal para reduzir custos e ser sustentável

    Lavanderia de MT adota varal para reduzir custos e ser sustentável

    Empresária da Disk Lavanderia diz que a sustentabilidade deveria ser praticada por todos as empresas e que se tornou mais competitiva ao cumprir todas as exigências ambientais legais

    ler mais
  • Mato Grosso realiza ações no Dia Mundial da Limpeza

    Mato Grosso realiza ações no Dia Mundial da Limpeza

    40 municípios do estado participam do movimento

    ler mais