Notícias

Comunicação na crise

Empresário da Região do Araguaia usa redes sociais e rádio durante pandemia

Empresário da Região do Araguaia usa redes sociais e rádio durante pandemia

Por Vanessa Brito

Geftany Calixto da Silva é dono de postos de combustíveis, depósitos de gás e do Supermercado Bege no município de Vila Rica (MT), situado na Região do Araguaia, que faz fronteira com os Estados de Tocantins e Pará. Ele conta como a pandemia de coronavírus  e o isolamento social impactaram a região. Ele se estabeleceu nela há 41 anos, vindo de Montes Claros de Goiás (GO). No momento, está implantando uma microusina de energia solar fotovoltaica com apoio do Sebrae MT e Sicredi. Leia seu depoimento à Agência Sebrae de Notícias de Mato Grosso:

“Nosso comércio ficou aberto, mas teve queda nas vendas no Supermercado Bege, que fundamos em Vila Rica em 1995. Nos postos de combustíveis a queda foi de 30 a 40%, na semana passada. Fechamos no turno noturno, também. Geralmente funcionamos 24 horas.

O delivery aumentou bastante no supermercado. Muita gente preferiu evitar vir pessoalmente. Usamos bastante as redes sociais (whatsapp (principalmente) e rádios da cidade para divulgar os horários de funcionamento e orientações. Nossa preocupação é evitar aglomeração. Em nossas empresas estamos usando e disponibilizando álcool em gel para clientes.  Todos os colaboradores estão usando luvas e máscaras, desde a semana passada. A preocupação com as pessoas vem em primeiro lugar.

Pensei que 2020 seria totalmente diferente e promissor. Empregamos cerca de 200 trabalhadores nos três postos, supermercado, quatro depósitos de gás e três franquias de O Boticário em Vila Rica, Confresa, Porto Alegre e Santa Cruz do Xingu. No posto, os funcionários estão usando banco de horas. Não quero dispensar ninguém. A partir desta semana, o movimento está voltando ao normal, porque a Prefeitura liberou parte do comércio. Eventos, igrejas e academia continuam suspensos.

No início da semana passada, o pessoal estava bastante assustado. Nenhum caso de Covid 19 foi registrado na Região do Araguaia, até agora. Em Confresa há o Hospital Regional. Palmas fica a 400km e tem estrutura melhor. Quero acreditar que de um a dois meses tudo passará e a gente voltará a trabalhar normalmente.

Neste momento, para quem tem condições está na hora de se organizar e fazer investimentos. Esta turbulência vai passar e, depois, será mais tranquilo para quem estiver mais organizado”.

 

 

 

 

  • Quarta-feira, 8 de Abril de 2020
  • Pandemia de coronavírus